Última hora

Última hora

Petróleo cada vez mais caro

Em leitura:

Petróleo cada vez mais caro

Tamanho do texto Aa Aa

O petróleo chegou aos 74 dólares por barril, esta manhã, em Londres. Um novo recorde. No mercado norte-americano atingiu os 72 dólares e 40 cêntimos.

A empurrar os preços estão hoje, para além das crises internacionais, também os números divulgados pelo departamento norte-americano de energia, sobre as reservas do país, em forte baixa face às previsões dos analistas. Uma motociclista diz que “a gasolina se tornou um produto de luxo, mas temos que continuar a comprá-la. Somos obrigados a isso”. Os analistas apostam que o ouro negro vai ultrapassar os 100 dólares por barril e começam a inquietar-se sobre o efeito que a escalada do preço terá na economia mundial O director executivo da Agência Internacional de Energia afirma: “é claro que vai haver um impacto: há quem diga que não é verdade, que a economia continua a crescer, mas nunca saberemos o que seria a economia mundial se tivéssemos preços mais baratos”. Este fim de semana, o assunto será discutido numa reunião dos membros da OPEP com os países consumidores e fará parte da agenda de trabalhos da reunião preparatória do G8. A crise internacional com o Irão, a violência na Nigéria, o aumento da procura por parte das economias emergentes e agora também a corrida ao aprovisionamento do mercado americano para o Verão dão a tónica à febre do ouro negro.