Última hora

Última hora

Vítimas de Chernobyl merecem Memorial em Kiev

Em leitura:

Vítimas de Chernobyl merecem Memorial em Kiev

Tamanho do texto Aa Aa

Um aniversário que ninguém gostaria de comemorar…a catástrofe nuclear de Chernobyl ocorreu há vinte anos. Numa cerimónia religiosa em Kiev, a meros 80 km do fatídico local, o presidente ucraniano, Viktor Iuchtchenko homenageou os “liquidadores”, os engenheiros e bombeiros que morreram a tentar controlar o incêndio ou depois pelas altas doses de radioactividade.

Até hoje, desconhece-se o número exacto de vítimas da explosão do reactor número quatro. A Organização Mundial de Saúde avança com nove mil mortos ligados à catástrofe, enquanto a Greenpeace estima serem 93 mil, tendo em conta a elevada taxa de cancro ligada à passagem da nuvem radioactiva. Mais de sete mil pessoas continuam a viver em zonas contaminadas. Em Kiev a hora exacta da catástrofe foi assinalada com sinos. Em Slavoutich foram as sirenes que cortaram o imenso silêncio. A catástrofe é sentida de forma intensa em Slavoutich, até porque a cidade foi construída após a explosão de Chernobyl para acolher os empregados da central, que funcionou até dois mil, e as pessoas retiradas de zonas contaminadas.