Última hora

Última hora

Lukaschenko mandou prender o "maestro" da oposição

Em leitura:

Lukaschenko mandou prender o "maestro" da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

O líder da oposição bielorussa, Alexander Milinkevicht vai ficar atrás das grades durante 15 dias. Milinkevicht foi detido pelas forças especiais da polícia, esta manhã em Minsk, após uma entrevista a um jornal local e um dia depois de liderar uma manifestação de sete mil pessoas contra o presidente Alexander Lukashenko. Para além de Milinkevicht foram detidos outros dois políticos de relevo da oposição. Anatoly Lebdeko, dirigente da União Civil, comenta que “esta prisão significa que todos os líderes da oposição são hooligans, todos fora da lei” Durante a manifestação, considerada não autorizada pelo poder, pretendia assinalar-se os 20 anos da tragédia de Chernobil, serviu a Milinkevicht para exortar a população a derrubar o presidente no prazo máximo de dois anos.

Lukashenko tomou posse do terceiro mandato há um mês, depois de vencer com 82 por cento dos votos as eleições presidenciais consideradas fraudulentas pela OSCE. Vários governos europeus condenaram a detenção de Milinkevicht e pediram a sua libertação