Última hora

Última hora

Putin ameaça virar política energética russa para a Ásia

Em leitura:

Putin ameaça virar política energética russa para a Ásia

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente Vladimir Putin ameaçou mudar de estratégia no sector energético e virar-se mais para o mercado asiático, em detrimento do europeu. O chefe de Estado russo fez a ameaça no mesmo dia em que se encontrou com a chanceler Angela Merkel em Tomsk, na Sibéria, uma região rica em petróleo.

Mais tarde, Putin garantia que a Rússia iria cumprir todos os acordos assinados com países europeus. A chanceler alemã diz que foram tratados outros assuntos, mas no geral estão reforçadas as relações e a cooperação bilateral, as comitivas de ambos os países estão a trabalhar nesse sentido. Angela Merkel disse ainda que a atitude ameaçadora de Vladimir Putin tem a ver com a posição vantajosa que a Rússia tem no mercado através da Gazprom. O presidente russo acusa a União Europeia de tentar impedir a expansão do gigante mundial energético em mercados europeus e por isso terá tomado uma posição de força. Mas Putin terá depois acalmado os ânimos, já que a Alemanha é o primeiro parceiro comercial da Rússia. As trocas comerciais ultrapassaram os 30 mil milhões de dólares no ano passado. A nível internacional, é o dossiê Irão que vai concentrar as atenções esta quinta-feira. Merkel deverá pressionar Moscovo para tentar que o Irão vá ao encontro das aspirações da União Europeia e dos Estados Unidos.