Última hora

Última hora

AIEA aponta dedo ao Irão

Em leitura:

AIEA aponta dedo ao Irão

Tamanho do texto Aa Aa

O Irão ignorou as exigências das Nações Unidas, que tinham dado até esta sexta-feira, para que o seu programa de enriquecimento de urânio fosse suspenso. Esta é a conclusão da Agência Internacional de Energia Atómica.

No relatório, entregue pelo director Mohamed el-Baradei, é referido ainda que o Irão colocou em funcionamento 164 centrifugadoras para enriquecer urânio e iniciou ensaios de produção. John Bolton, Embaixador norte-americano nas Nações Unidas foi mais longe. “Acho que é claro que o Irão não fez nada para cumprir com o que está determinado nas resoluções da AIEA. Acho mesmo que o relatório da AIEA demonstra que o Irão acelerou os seus esforços para adquirir armas nucleares. Juntamente com a Rússia, a China defende uma abordagem suave em relação ao problema iraniano. “Acho que todos os membros do Conselho de Segurança, incluindo as grandes potências, entendem que este é um assunto importante e que é preciso trabalhar no sentindo de encontrar uma solução diplomática porque esta região é já de si complicada”, anunciou o embaixador chinês e presidente do Conselho de Segurança, Wang Guangya. O Irão permanece firme em continuar o seu programa de actividades nucleares, que diz ter propósitos civis. No próximo dia 3, quarta-feira, o Conselho de Segurança da ONU deverá reunir-se para discutir a questão.