Última hora

Última hora

Dois presidentes forjados nas fileiras sindicalistas

Em leitura:

Dois presidentes forjados nas fileiras sindicalistas

Tamanho do texto Aa Aa

Dois antigos sindicalistas, aliados de Romano Prodi, estão agora à frente das duas câmaras italianas.

Franco Marini, 73 anos, presidente do Senado, é dirigente do partido Margarita de centro esquerda. Nascido a 9 de Abril de 1933, numa região do centro de Itália, e formado em Direito, Marini conquistou o seu espaço político nas fileiras da democracia cristã. Tornou-se presidente do sindicato católico CISL, e foi eleito deputado em 1992. Com o fim do partido democrata cristão, por escândalos de corrupção, posiciona-se no centro esquerda. Marini funda o pequeno Partido Popular italiano, que integra depois no Margarita. O seu apoio a Prodi parece incondicional o que já não acontece com o presidente da câmara de representantes. Conhecido pelos seus gostos caros, e pela sua rebeldia, o líder do Partido daRefundação comunista, Fausto Bertinotti, está com Prodi mas não passa cheques em branco. Aliás, este milanês de 66 anos, que já foi líder de uma das grandes confederações sindicais italianas, foi mesmo o responsável pela queda do primeiro governo de Prodi em 1998. Apelidado de “Fausto o vermelho”, tem uma figura aristocrática, o que atrai o sarcasmo da imprensa de direita mas até os próprios adversários da direita lhe admiram a inteligência e coerência.