Última hora

Última hora

A queda de um avião comercial arménio, no Mar Negro, matou todos os passageiros que seguiam a bordo

Em leitura:

A queda de um avião comercial arménio, no Mar Negro, matou todos os passageiros que seguiam a bordo

Tamanho do texto Aa Aa

O desatre ocorreu na madrugada de hoje, devido às condições meteorológicas. O contacto perdeu-se quando o Airbus A-320 se preparava para aterrar, a cerca de seis quilómetros do aeroporto de Adler. Antes, tinha abortado uma primeira tentativa de aterragem devido à chuva intensa e visibilidade reduzida. Depois, recebeu a informação de uma aberta que permitiria fazer uma segunda tentativa de aterragem em segurança. No momento seguinte, desapareceu dos ecrãs dos controladores aéreos. O avião acidentado fazia a ligação da capital arménia, Erevan, à cidade russa de Sotchi. Os destroços do aparelho encontram-se a uma profundidade de 300 metros e a cerca de seis quilómetros da costa.

De acordo com as autoridades russas e arménias, seguiam 113 pessoas no avião, entre tripulação e passageiros. Até ao momento, os socorristas encontraram 25 corpos. A Rússia e a Arménia decretaram um dia de luto nacional na sexta-feira 5 de Maio – a Arménia país da maioria dos ocupantes do aparelho, prolongou o luto até sábado. A bordo do A320 encontravam-se oito membros da tripulação e 105 passageiros, incluindo seis crianças, dos quais 78 arménios, 26 russos, uma ucraniana e uma georgiana.