Última hora

Última hora

Warner Music rejeita proposta da EMI

Em leitura:

Warner Music rejeita proposta da EMI

Tamanho do texto Aa Aa

A Warner Music, antiga filial de edição de música do grupo Time Warner, rejeitou uma oferta de compra de mais de três mil milhões de euros feita pela rival britânica EMI.

A EMI procura um parceiro para competir melhor com as actuais líderes do sector, Universal e Sony-BMG. Em 2003, já tinha tentado comprar a Warner Music à então casa-mãe, mas sem sucesso.

A editora acabou por ser vendida, há exactamente dois anos, a um consórcio liderado plo milionário Edgar Bonfman Jr., no qual participam também alguns fundos de investimento.

A Warner Music considera o preço oferecido pla EMI insuficiente, apesar de representar um prémio de 18% em relação à cotação anterior às notícias sobre o projecto de compra.

Para a EMI, a compra seria também uma oportunidade de enriquecer o catálogo, já que o leque de artistas da Warner inclui nomes como Madonna ou Frank Sinatra.