Última hora

Última hora

Novo governo israelita é empossado no Parlamento

Em leitura:

Novo governo israelita é empossado no Parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

O novo executivo israelita chefiado por Ehud Olmert é submetido hoje à aprovação do Parlamento antes de ser oficialmente investido. Vencedor do sufrágio de 28 de Março, o partido centrista Kadima conseguiu nas últimas semanas amealhar o apoio de três outras formações, Trabalhistas, Partido dos Reformados e os ultraortodoxos do Shaas, para obter uma maioria de 67 deputados no Parlamento.

Segundo o jornal israelita Haaretz, Olmert deverá nos próximos dois anos convidar outras formações a juntarem-se à coligação governamental, para alargar a sua base de apoio no Parlamento a 80 deputados. Uma forma de garantir a implementação do projecto de redefinir as fronteiras do país a partir de 2008 e até 2010, a sua principal promessa e argumento de campanha. Durante a apresentação do seu programa de governo frente ao Parlamento, Olmert garantiu que o plano apelidado de “convergência”, não tocará nos grandes blocos de colonatos na Cisjordânia que, afirmou, “ficarão para sempre sob controlo israelita”. No novo executivo, formado por 25 ministros, o Kadima domina postos-chave como os Negócios Estrangeiros, as Finanças ou a Segurança Interna. Os Trabalhistas irão ficar com a pasta da Defesa e das Infraestruturas. Shaas e Partido dos reformados ficarão com pastas menores como a dos Pensionistas ou da Comunicação. Os analistas sublinham, no entanto, que a presença do partido Shaas no governo poderá pôr em causa as negociações territoriais com os palestinianos, uma vez que o partido ultraortodoxo é avesso à evacuação de qualquer colonato judeu na Cisjordânia.