Última hora

Última hora

Primeiro-ministro francês mantém-se no cargo

Em leitura:

Primeiro-ministro francês mantém-se no cargo

Tamanho do texto Aa Aa

Dominique de Villepin não se demite do cargo de primeiro-ministro. Na conferência de imprensa mensal, que decorreu esta manhã em Paris, o chefe de governo francês voltou a referir ter sido injustamente envolvido no caso ClearStream e no escândalo de denúncias caluniosas que visava o ministro do Interior Nicolas Sarkozy, em 2004, quando era o chefe da diplomacia gaulesa.

Villepin assegurou que “o nome de Sarkozy não foi evocado em relação a qualquer caso, mas enquanto ministro do Interior.” Justificando-se com o facto de que os escândalos políticos chegam sempre à praça público no ano que precede as presidenciais, o primeiro-ministro francês referiu que “certas situações e rivalidades artificiais da época” estão hoje descontextualizadas. De Villepin referiu que “não se pode explicar o que se passou em 2004 com a mesma visão de hoje.” O caso ClearStream diz respeito à manipulação de informações sobre alegadas contas secretas no estrangeiro de várias altas personalidades da política francesa, através da empresa financeira luxemburguesa do mesmo nome.