Última hora

Última hora

Confrontos entre militantes do Hamas e do Fatah

Em leitura:

Confrontos entre militantes do Hamas e do Fatah

Tamanho do texto Aa Aa

Esta manhã, pelo menos três palestinianos morreram em confrontos entre militantes armados do Fatah e do Hamas. As vítimas são membros dos Batalhões Azedin al Kasam, braço armado do Hamas, e das brigadas dos Mártires de al-Aqsa, próximo do Fatah, e faleceram resultado de um tiroteio em Abassane, um suburbio de Khan Younes, no sul da Faixa de Gaza.

Segundo a polícia, os confrontos eclodiram depois do Hamas ter acusado a Fatah do rapto de alguns militantes. Do tiroteio resultou ainda uma dezena feridos, entre os quais um oficial da polícia. São os mais graves confrontos desde as eleições legislativas de Janeiro. O governo do Hamas já veio apelar à calma. Minada pelo bloqueio das ajudas internacionais, a Palestina vive sob o espectro da guerra civil.

Sábado, terminou em fracasso a reunião entre o presidente Mahmoud Abbas e o primeiro-ministro Ismael Haniyeh para tentar encontrar uma solução para a questão da falta de segurança e de fundos. O Banco Mundial já disse que a crise financeira pode tornar os territórios palestinianos “ingovernáveis”.

Os Estados Unidos e a União Europeia congelaram a ajuda directa à Autoridade Palestiniana até que o Hamas renuncie à violência e reconheça o Estado de Israel.