Última hora

Última hora

Nova semana difícil para Tony Blair

Em leitura:

Nova semana difícil para Tony Blair

Tamanho do texto Aa Aa

É uma semana difícil para Tony Blair a que tem início esta segunda-feira. Após a derrota eleitoral nas eleições locais de quinta-feira, o primeiro-ministro britânico mudou dez ministros no seu governo, naquela que foi a mais profunda remodelação governamental desde que chegou ao poder, mas nem assim conseguiu acalmar os ânimos dentro e fora do Partido Trabalhista.

George Osbourne, ministro das Finanças do governo sombra conservador, considera que “os trabalhistas estão em guerra civil e se não conseguem governar-se a sipróprios como é que podem governar o país?” Já o novo ministro do Interior, John Reid, refere que “os que querem que Tony Blair deixe o governo fazem parte dos velhos trabalhistas e seriam um desastre a triplicar para o partido.” Certo é que durante todo o fim-de-semana, a cara do governo e do partido nos meios de comunicação social foi Gordon Brown. Dado como o substituto de Blair na liderança do partido e do governo, Brown manteve, no entanto, um tom conciliador referindo que se tiver que haver mudanças elas têm que ser feitas de forma equilibrada. Para os britânicos, Blair deve abandonar Downing Street. Resta saber quando?