Última hora

Última hora

NTL elimina 6000 empregos

Em leitura:

NTL elimina 6000 empregos

Tamanho do texto Aa Aa

A empresa britânica de televisão por cabo NTL vai suprimir 6000 postos de trabalho, como resultado da compra da rival Telewest. No entanto, a administração do grupo garante que estes empregos não estão perdidos. A maioria destes trabalhadores vai passar a trabalhar indirectamente para a NTL através de outras empresas, como a IBM.

O grupo espera assim poupar mais de 360 milhões de euros, até ao final do próximo ano.

Angel Dobardziez, especialista no sector das telecomunicações, diz que “estes cortes drásticos, que representam um terço da força de trabalho, com algum outsourcing à mistura, pode representar uma piora nos serviços a clientes, em vez de melhorar a reputação da NTL”.

Ao mesmo tempo, a NTL anunciou uma quebra nos lucros, no primeiro trimestre deste ano. Já no total do ano passado, o grupo teve um prejuízo de 353 milhões de euros, o que vem agravar uma dívida que atinge os 3,3 mil milhões. A NTL tem 12 milhões de clientes.

Depois da fusão com a Telewest, a grande aposta da NTL é agora a compra da divisão de telemóveis do grupo Virgin, um negócio que implica a entrada do milionário Richard Branson no capital da NTL e significa também que o grupo passa a operar em quatro frentes: Internet, televisão, telefones fixos e móveis.

Chris Williams, da empresa uSwitch.com, diz que “ao comprar a Virgin Mobiles, a NTL não só diversifica os serviços, como melhora a marca e ganha uma boa experiência de serviços ao cliente, pela qual a Virgin tem uma boa reputação”.

Os serviços da NTL vão passar, num futurio próximo, a funcionar sob a marca Virgin. Não há ainda um calendário definido para a mudança de marca, mas isso deve acontecer no início do próximo ano.