Última hora

Última hora

Novo processo de cinco enfermeiras búlgaras em Trípoli adiado

Em leitura:

Novo processo de cinco enfermeiras búlgaras em Trípoli adiado

Tamanho do texto Aa Aa

As cinco enfermeiras búlgaras e o médico palestiniano, condenados à morte na Líbia, são visados num novo processo em Trípoli. O início do julgamento, agendado para hoje, foi adiado para o dia 13 de Junho.

Os arguidos são acusados de terem infectado 426 crianças líbias com HIV, mas, no final do ano passado, viram o Supremo Tribunal Líbio anular a pena capital e exigir um novo julgamento. Os arguidos negam qualquer responsabilidade, uma vez que a epidemia de SIDA no hospital de Benghazi já se verificava antes de lá trabalharem. As famílias exigem dez milhões de dólares por cada criança infectada. As autoridades búlgaras rejeitaram pagar as compensações. Mas criaram um fundo internacional, em parceria com a União Europeia e os Estados Unidos, destinado a auxiliar a Líbia a combater o vírus da SIDA e a garantir assistência às crianças infectadas.