Última hora

Última hora

Bélgica em estado de choque

Em leitura:

Bélgica em estado de choque

Tamanho do texto Aa Aa

A caminhada mortífera de um jovem foi travada pela polícia belga depois do suspeito ter baleado mortalmente uma mulher e uma criança.

Foi com um arma de grande calibre que alegadamente o adolescente de 18 anos, com aparência de extrema-direita, iniciou o percurso pelas ruas de Antuérpia. Primeiro feriu uma mulher de origem turca, de seguida encontrou pela frente uma outra de origem africana com uma criança branca a seu cargo. Ambas foram assassinadas. Racismo foi o móbil do crime, crêem as autoridades. O primeiro-ministro belga condenou o ataque e apelou à sociedade que evite uma escalada de violência e de ódio. “A nossa sociedade sempre sempre foi tolerante e deve continuar desse modo”, declarou Guy Verhofstadt. A polícia foi obrigada a disparar contra o jovem depois de este ter alegadamente recusado a largar a arma. O suspeito ficou ferido no ventre e encontra-se sem perigo de vida no hospital. “Penso da mesma forma que os cidadãos de Antuérpia e de toda a Bélgica. Estou verdadeiramente chocado com a possibilidade de que durante o dia, em pleno centro da cidade, um jovem possa entrar numa loja, adquirir uma arma e começar a disparar sobre as pessoas”, refere o presidente da câmara de Antuérpia. A Bélgica vive um momento delicado entre as diferentes comunidades de emigrantes e a sua integração na sociedade. Na semana passada em Bruges, um negro francês foi espancado por três homens. A vítima está em coma no hospital. Os alegados agressores estão detidos.