Última hora

Última hora

Parlamento da Irlanda do Norte volta a reunir-se após quatro anos suspenso

Em leitura:

Parlamento da Irlanda do Norte volta a reunir-se após quatro anos suspenso

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento regional da Irlanda do Norte voltou hoje a reunir-se após ter estado quase quatro anos suspenso. A assembleia de Stormont foi restaurada depois do ultimato feito por Londres e Dublin, apostados em ultrapassar a crise política em que a Irlanda do Norte está mergulhada há décadas.

Unionistas e Republicanos têm agora até 24 de Novembro para definir um governo comum, sob pena do Parlamento de Belfast ser invalidado e a administração do território ser definitivamente assumida por Londres com a colaboração de Dublin. O Parlamento de Belfast tinha saído dos acordos de Sexta-feira Santa, celebrados em 1998. Nesta primeira reunião após a suspensão em 2002, os partidos reiteraram a vontade de definir um executivo no prazo máximo de seis semanas, antes das férias de Verão. Para isso, os republicanos católicos do Sinn Féin dispuseram-se a aceitar o reverendo protestante Ian Paisley como primeiro-ministro. O líder do Partido Democrático Unionista encara também um governo conjunto, no qual o negociador do Sinn Féin Martin McGuinness poderá ser o número dois, apesar de repetir que o IRA não depôs a totalidade das armas e continua a participar em acções violentas.