Última hora

Última hora

Terminaram motins nas prisões de São Paulo

Em leitura:

Terminaram motins nas prisões de São Paulo

Tamanho do texto Aa Aa

A onda de violência no Estado de São Paulo, no Brasil, fez 81 mortos e cerca de meia centena de feridos, nos últimos três dias. Os ataques tiveram origem nos motins nas prisões da cidade que, segundo as últimas informações, já terão terminado. As autoridades anunciaram a libertação de 200 reféns, mas desconhece-se se o clima de tensão permanece nas ruas.

De acordo com a Agência Lusa, os 50 portugueses detidos nas prisões de São Paulo encontram-se bem. O presidente Lula da Silva enviou para a cidade o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. O ministro levou de Brasília: “a nossa solidariedade e o nosso oferecimento de todas as forças federais para ajudar São Paulo a debelar esta crise”. O ambiente tem sido de pânico, como mostram as reacções de dois cidadãos residentes em São Paulo: “Muito medo. Está difícil de trabalhar na rua”. “Muito medo. Voltando mais cedo para casa”. Milhares de pessoas têm-se deslocado a pé na cidade, por não haver transportes públicos. O governo federal mostrou-se pronto a enviar para São Paulo quatro mil homens da Força Nacional de Segurança e todos os efectivos do exército que forem necessários.