Última hora

Última hora

Antuérpia enterrou bebé vítima de crime racista

Em leitura:

Antuérpia enterrou bebé vítima de crime racista

Tamanho do texto Aa Aa

Vítima de um crime racista aos 2 anos. A pequena Luna Drowart foi hoje a enterrar na cidade belga onde viveu e foi assassinada: Antuérpia.

Um milhar de pessoas assistiu à cerímónia fúnebre que se realizou na igreja de Saint Paulus apesar de se ter tratado de uma homenagem laica, de acordo com a vontade dos pais. A origem flamenga não impediu a pequena Luna de ser abatida por um skinhead que antes tirou a vida à sua ama. Oulematou Niangadou tinha 24 anos, era de origem maliana e estava grávida. O corpo de Oulematou deverá ser repatriado para o Mali amanhã. Na terça-feira três centenas de pessoas participaram na homenagem que lhe foi consagrada na mesquita de Antuérpia. A tragédia ocorreu no passado dia 11 quando um extremista flamengo de 18 anos disparou contra uma mulher turca que ficou gravemente ferida. Depois assassinou Oulematou e Luna. A carnificina terminou quando a polícia atingiu o assassino com uma bala no estomâgo. O homícida sobreviveu e está detido. Hans Van Themshe frequentava o partido nacionalista flamengo e confessou a intenção de matar o maior número de estrangeiros possível.