Última hora

Última hora

Adeptos com "cor diferente" correm perigo no mundial da Alemanha

Em leitura:

Adeptos com "cor diferente" correm perigo no mundial da Alemanha

Tamanho do texto Aa Aa

“Os adeptos de futebol com uma cor diferente devem evitar algumas regiões do Estado de Brandeburgo durante o mundial”, avisou Uwe-Karsten Heye, líder de uma organização anti-racista e antigo porta-voz do governo federal de Gerard Schroeder.

Heye afirmou que esses adeptos podem ser assassinados nalgumas regiões de Brandeburgo, nos arredores de Berlim. As declarações suscitaram alguma controvérsia no país. O Estado de Brandeburgo tem conhecido um aumento da violência contra estrangeiros. O caso mais recente, que chocou a sociedade alemã, verificou-se em Postdam, a capital. Um germânico de origem etíope foi brutalmente espancado na manhã de domingo de Páscoa por dois homens e ficou em coma no hospital. A polícia suspeita ter sido um crime com motivações racistas. Desde a reunificação da Alemanha em 1990, cerca de 100 pessoas morreram devido à violência perpetrada por militantes de extrema-direita. O mundial de futebol tem início no dia 9 de Junho.