Última hora

Última hora

Moscovo quer rever parceria com União Europeia

Em leitura:

Moscovo quer rever parceria com União Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

As relações entre a União Europeia e a Rússia estão a precisar de um novo fôlego. O chefe da diplomacia de Moscovo, Serguei Lavrov, considera que o actual acordo de parceria e cooperação necessita de um novo enquadramento. O acordo foi assinado há dez anos e expira em 2007.

O presidente da comissão parlamentar dos Negócios Estrangeiros, o conservador alemão Elmar Brok, que recebeu Serguei Lavrov, no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, concorda com o ministro russo. “Penso que o acordo de parceria e cooperação tem de ser renovado ou renegociado no próximo ano. E vamos querer uma relação mais profunda entre a Federação Russa e a União Europeia. No final do processo, o Parlamento Europeu terá de dar luz verde a esse acordo”, afirmou. Serguei Lavrov, por seu lado, estava satisfeito com o decorrer da reunião: “Depois do encontro, muitos eurodeputados manifestaram interesse em continuar este tipo de diálogo. Tenho a certeza que vamos continuar a dialogar.”

A energia foi outro dos temas deste diálogo, que decorreu, à porta fechada, uma semana antes da Cimeira UE-Rússia, do próximo dia 25. Vinte por cento do gás consumido na Europa é proveniente da Rússia. Bruxelas tem insistido com Moscovo para que ratifique a Carta da Energia – que daria mais garantias aos europeus – mas este é um tema que tem incendiado as relações entre os dois blocos, nos últimos meses.