Última hora

Última hora

Polícia palestiniana e agentes do Hamas medem forças

Em leitura:

Polícia palestiniana e agentes do Hamas medem forças

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Autoridade Palestiniana fez deslocar milhares de polícias para a Faixa de Gaza para restabelecer a ordem. Uma resposta aos confrontos sangrentos entre facções rivais dos últimos dias.

A decisão de Mahmoud Abbas é também um braço-de-ferro com o Hamas que enviou um contingente de forças próprias para as ruas de Gaza. Foi o destacamento mais importante de polícias para a Faixa de Gaza desde a retirada israelita do território no Verão passado. Em entrevista à EuroNews, em Bruxelas, Abbas nega a existência de uma Autoridade Palestiniana bicéfala: “Segundo a lei fundamental, não há duas, mas apenas uma cabeça, assistida por um governo e um chefe de governo. Foi o que existiu no passado e é o que tem que existir neste momento”, afirmou. Mas a situação no território é de grande tensão e não são de excluir confrontos entre as duas forças. O ministro do Interior do governo do Hamas tinha anunciado no mês passado a criação de uma força armada própria, uma ideia vetada pelo presidente Mahmoud Abbas, mas cujo veto foi ignorado pelo movimento, que governa o território desde Março. Esta força foi agora activada, apenas algumas horas depois de um ataque em que um membro do Hamas foi morto a tiro por um homem encapuçado. Nenhum grupo ou indivíduo reivindicou o atentado.