Última hora

Última hora

Turquia treme entre laicidade e islamismo

Em leitura:

Turquia treme entre laicidade e islamismo

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia está atónita face ao atentado contra os juízes do Conselho de Estado. Do confronto entre as vertentes laica e muçulmana do país ressalta a violência.O presumível autor dos disparos que mataram um juiz e provocaram quatro feridos terá confessado que se vingou de um magistrado que, em Fevereiro, proibiu o uso do véu a uma directora de escola primária de Ancara, adiantaram algumas fontes.

O presumível autor dos disparos é um advogado de 29 anos que se apresentou como “soldado de Alá”. As reacções políticas no país não se fizeram esperar. O presidente Ahmet Necdet Sezer afirmou que “este atentado visa a república e em particular os princípios intangíveis da democracia e da laicidade”, acrescentado que “ninguém deve duvidar que todas as instituições defenderão sempre esses princípios”. O presidente do conselho de Estado acusou implicitamente o governo islâmico-conservador do primeiro-ministro Recep Tayyp Erdogan de responsabilidade, por encorajar as mulheres a usarem véu. A Turquia é um Estado laico. Nas instituições públicas o uso do véu está proibido, por ser interpretado como um apoio ostensivo ao Islão.