Última hora

Última hora

Montenegro em período de reflexão para referendo de domingo

Em leitura:

Montenegro em período de reflexão para referendo de domingo

Tamanho do texto Aa Aa

Cinquenta mil pessoas em Podgorica, a capital do Montenegro, participaram no derradeiro comício a favor a independencia. Para domingo está marcado um referendo para que os cerca de 500 mil montenegrinos possam exprimir a sua vontade. Os partidário do Sim são conduzidos pelo actual primeiro-ministro, Milo Djukanovic, desejoso de pôr fim aos laços que unem o Montenegro à Sérvia.

Uma sondagem recente situa os defensores da independência nos 56%, ligeiramente acima do mínimo exigido para uma vitória cujo número de votos deverá passar os 55%. O Montenegro era uma das seis repúblicas da Jugoslávia de Tito que se manteve ligada à Sérvia 15 anos depois do desmantelamento sangrento do império, nos anos 90. A oposição conduz a batalha para que esta ligação continue e está segura da vitória, mas nas ruas são os mais jovens que se mostram contrários à actual união. “Acho que será muito positivo se nos tornármos um estado independente”, declara uma mulher. Os mais velhos preferem deixar tudo como está: “Para mim o melhor é ficármos com a Sérvia. Eles enviam-nos cereais, têm milho, aqui no Montenegro só há rochas” contraria um idoso. Os montegrinos entraram à meia-noite em período de reflexão, sendo claro que a ideia independentista, lançada em 1997 pelo actual primeiro-ministro, Milo Djukanovich, divide profundamente a república.