Última hora

Última hora

Erro coloca 1500 inocentes na lista dos cadastrados

Em leitura:

Erro coloca 1500 inocentes na lista dos cadastrados

Tamanho do texto Aa Aa

É o caos no ministério da Administração Interna britânico. Os erros acumulam-se. O último caso, revelado este fim-de-semana pela imprensa, foi a inclusão de 1500 inocentes na lista dos cadastrados do departamento de registo criminal.

As pessoas, que procuravam emprego para trabalhar com crianças ou adultos em risco, foram confundidas pelos serviços com delinquentes já condenados. Motivo: terem identidades semelhantes. Uma das visadas confessa que não é nada agradável descobrir que é uma criminosa só porque procura trabalho, um emprego que assim dificilmente encontrará O governo de Tony Blair volta a ser alvo de chacota por parte da oposição e opinião pública. O conservador Dominique Grieve, ministro sombra do Interior,afirma que com a criação de “tanta legislação desnecessária, a administração do dia a dia foi abandonada” O último mês foi para esquecer para Administração Interna britânica. Abril terminou com a demissão de Charles Clarke depois de cerca de mil prisioneiros,com ordem de expulsão do Reino Unido, terem sido colocados em liberdade por engano. John Reid, o novo ministro do Interior parece seguir no mesmo caminho com este caso dos 1500 falsos delinquentes, depois de já não ter conseguido justificar como é que alguns imigrantes ilegais conseguiram trabalhar vários anos nos serviços de limpeza dos serviços de Imigração e do ministério.