Última hora

Última hora

Unionistas põem em causa vitória do "sim" à independência

Em leitura:

Unionistas põem em causa vitória do "sim" à independência

Tamanho do texto Aa Aa

A Europa assiste ao nascimento de um novo estado soberano, o Montenegro. O bloco do “sim” à independência, liderado pelo primeiro-ministro Milo Djukanovic venceu o referendo de ontem ultrapassando por décimas a barreira dos 55% de votos.

Ligada até hoje à Sérvia por uma frágil união política, Podgorica espera agora que ao virar costas a Belgrado, possa melhorar a sua relação com a União Europeia. Um objectivo reforçado pelo primeiro-ministro que há mais de uma década se bate pela independência, Milo Djukanovic sublinhou ontem que, “esta vitória é antes de mais a da Democracia, das forças do governo e dos valores da União Europeia e beneficia não só o novo país como toda a região2. Durante anos de negociações Bruxelas opôs-se a uma separação entre os dois Estados temendo um reacender da violência nos balcãs. Ao final da tarde os unionistas, derrotados do sufrágio, saíram do seu silêncio para exigirem a recontagem dos votos. À semelhança da Macedónia em 91, o Montenegro é o único estado da antiga república jugoslava a obter a independência sem derramamento de sangue. Turismo e imobiliária são as grandes riquezas do novo país que aguarda agora o reconhecimento internacional.