Última hora

Última hora

A situação continua tensa m Timor-Leste

Em leitura:

A situação continua tensa m Timor-Leste

Tamanho do texto Aa Aa

Díli, a capital de Timor-Leste, vive hoje o quarto dia de violência. Grupos armados atacaram diversos bairros cujos moradores organizaram também mílicias de defesa, armados com armas tradicionais.Vários civis atacaram o Bairro Delta-Comoro, na parte oriental da cidade provocando pelo menos dois mortos, segundo os habitantes. Os quatro líderes das facções militares dissidentes baseados nas montanhas timorenses devem encontrar-se hoje em Ermera, após uma reunião com a força australiana no país.

A ajuda militar australiana deverá ser entretanto reforçada. No terreno encontram-se 1.300 homens apoiados por tanques, helicópteros e comandos especiais mas, nas próximas horas, deverá chegar aos 1.800. O governo timorense reactivou já a Comissão de Ajuda Humanitária que tem estado envolvida na coordenação do apoio básico aos refugiados. Várias zonas de Díli continuam a sofrer acções violentas, saques e destruição de casas e lojas, agravando a situação humanitária que se vive na capital timorense. O presidente da Comissão Europeia Durão Barrosos manifestou-se preocupado com a situação no território e espera que as iniciativas do secretário-geral das Nações Unidas, Kofy Anan, incluindo a decisão de ter mandado para Timor-Leste um enviado especial para facilitar diálogo político entre todas as partes ajude a repor a segurança.