Última hora

Última hora

Bento XVI termina visita à Polónia em Auschwitz-Birkenau

Em leitura:

Bento XVI termina visita à Polónia em Auschwitz-Birkenau

Tamanho do texto Aa Aa

Tal como João Paulo II em 1979, o actual papa Bento XVI atravessou hoje as portas dos antigos campos de concentração de Auschwitz-Birkenau onde encerrou a peregrinação de quatro dias à Polónia

Uma deslocação simbólica onde o Sumo Pontífice de 79 anos procura reconciliar os polacos com a história. O papa alemão, que quando adolescente fez parte da juventude hitleriana, saudou 32 sobreviventes deste campos de concentração tendo depositado uma vela frente ao muro das execuções que separa os blocos 10 e 11 de Auschwitz. Neste local Bento XVI recolheu-se num breve momento de oração em memória dos milhares de prisioneiros aqui mortos. Em Birkenau o mesmo recolhimento na “Câmara da morte” e uma oração de esperança para curar as chagas da Segunda Guerra Mundial e o passado doloroso da Europa. Foram quatro dias à pátria de Karol Wojityla, cuja figura lembrou em cada discurso, que constituiram também um teste à popularide do actual ocupante do trono de Pedro .