Última hora

Última hora

Centro-esquerda em vantagem nas municipais italianas

Em leitura:

Centro-esquerda em vantagem nas municipais italianas

Tamanho do texto Aa Aa

Em Itália, o governo de Romano Prodi passou aquele que era considerado o seu primeiro teste político. Enquanto se contam os votos das eleições municipais, as projecções dão uma clara vantagem ao bloco de centro-esquerda em Roma, Turim e Nápoles. Da Sícilia chegam boas notícias para Silvio Berlusconi. O candidato de centro-direita, o governador Salvatore Cuffaro, deverá ser reeleito.

Berlusconi esperava que estas eleições lhe permitissem uma vingança depois da derrota nas legislativas de Abril. No entanto, os resultados provisórios sugerem que o centro-esquerda de Prodi terá melhores resultados do que nas últimas municipais.

Pragmático, o líder do centro-esquerda diz que “a ideia de que (estas eleições) eram um teste ao governo lhe parece fantasista”. Prodi acrescenta que “se ganham sentir-se-ão encorajados, se perdem sentir-se-ão desencorajados”, mas não quer fazer mais especulações.

Mario Baccini, do centro-direita, defende que “os verdadeiros vencedores foram os abstencionistas, esse grande partido que não conseguiram convencer a ir votar”. Pouco mais de 70% dos eleitores terão votado, menos que os 80% de 2001. Milão, capital financeira do país e tradicional bastião do centro-direita, deverá manter-se favorável a Berlusconi. Com a maioria dos votos contados nesta circunscrição a candidata do centro-direita, Letizia Moratti, acumula mais de 51 por cento dos votos.