Última hora

Última hora

Espanha prepara novas medidas de combate à imigração clandestina

Em leitura:

Espanha prepara novas medidas de combate à imigração clandestina

Tamanho do texto Aa Aa

As mediadas recentes de Madrid face à imigração clandestina deslocaram para o arquipélago das Canárias a pressão migratória. Reforçado o controlo nas costas de Ceuta e Melilla, o número de imigrantes que aflui às ilhas duplicou. Desde Janeiro deste ano, nove mil africanos tentaram entrar ilegalmente no território. Este assunto ocupou hoje o discurso do chefe do governo espanhol, José Luis Rodrigues Zapatero, logo no início do debate do estado da Nação no Parlamento.

Zapatero declarou: “Para obter os mesmos resultados que obtivemos através da cooperação com Marrocos e a redução drástica do acesso ao nosso país, estamos a trabalhar com um grande número de países da África Ocidental, Sub-sahariana e especialmente Mauritânia e Senegal”. A incessante chegada de embarcações às ilhas do arquipélago, este mês, levou à criação de um segundo plano destinado a reforçar a vigilância aérea e marítima nas costas das Canárias. Um esforço que implica o recurso aos Serviços de Inteligência, ao uso de um satélite e a um forte dispositivo naval. No plano jurídico, a Espanha pretende reforçar a legislação para acelerar oprocesso de repatriação dos imigrantes ilegais e aumentar a presença diplomática nos países africanos.