Última hora

Última hora

Contingente da GNR segue sexta-feira para Díli

Em leitura:

Contingente da GNR segue sexta-feira para Díli

Tamanho do texto Aa Aa

Os 120 militares da GNR deverão partir para Timor-Leste na sexta-feira de madrugada. O anúncio foi feito pelo ministro da Administração Interna, António Costa, que revelou que a partida do contingente teve que ser adequada ao fuso horário de Díli e a questões logísticas que se prendem com o funcionamento do aeroporto local.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados anunciou ontem que vai organizar uma ponte aérea para encaminhar ajudas para Timor-Leste. São cerca de 65 mil os desalojados em consequência da violência que se propaga desde finais de Abril, após a desmobilização de 600 soldados das Falintil, crise agravada com a deserção de efectivos das Forças de Defesa de Timor-Leste e da Polícia Nacional. Ontem voltaram a registar-se incidentes em Díli com grupos de jovens armados a incendiar casas e pilhar lojas, apesar da relativa acalmia permitida pela presença de mais de 2 mil soldados australianos, neo-zelandeses e malaios. No plano político, o primeiro-ministro timorense convocou para hoje um conselho de ministros extraordinário para analizar a situação no país. Mari Alkatiri não adiantou os temas a debater, nomeadamente a eventual demissão dos ministros da Defesa e do Interior, sugerida pelo presidente Xanana Gusmão, e que está a causar fricção entre os chefes de Estado e do governo.