Última hora

Última hora

Falta de maioria parlamentar dificulta formação do novo governo

Em leitura:

Falta de maioria parlamentar dificulta formação do novo governo

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe da oposição checa está disposto a formar um novo governo mesmo sem uma maioria parlamentar.

É uma missão difícil já que as eleições legislativas tiveram como resultado um empate entre a esquerda e a direita. Há 100 deputados para cada bloco. Mas pelo menos um dos obstáculos à superação do impasse político já foi resolvido. O líder dos sociais-democratas, segundo partido mais votado, mostrou-se disposto a passar à oposição.O actual primeiro-ministro Jiri Paroubek tinha ameaçado recorrer à justiça para contestar o resultado das urnas, alegando ter sido vítima de difamação durante a campanha, mas acabou por mudar de ideias.Este domingo, em Praga, um grupo de pessoas juntou-se em protesto contra o chefe de Governo. Os manifestantes exigiam que Paroubek aceitasse a derrota.Os oito anos de governo social-democrata ficaram manchados por acusações de corrupção e apesar do bom desempenho da economia, os eleitores optaram pela mudança.O problema é que a margem de vitória dos liberais de direita foi muito pequena.Num debate televisivo, Topolanek mostrou-se disposto a consultar ossociais-democratas na formação do novo executivo.Paroubek deixou entender que apoiaria um governo de centro-direita se este refreasse alguns dos ímpetos reformistas.Alguns analistas avançam mesmo com a hipótese de uma coligação entre os dois principais partidos.