Última hora

Última hora

Suspeito de terrorismo baleado contesta violência excessiva da polícia

Em leitura:

Suspeito de terrorismo baleado contesta violência excessiva da polícia

Tamanho do texto Aa Aa

Um dos jovens feridos durante a operação anti-terrorista levada a cabo na sexta-feira no leste de Londres queixa-se de violência excessiva.A polícia executou uma busca na casa de dois irmãos, um de 20 e outro de 23 anos. Os dois homens oriundos do Bangladesh foram detidos mas um deles encontra-se no hospital depois de ter sido baleado no ombro.A advogada de Mohammed Abdul Kahar questiona o procedimento da polícia.“Ele estava de pijama, obviamente sem armas, não sabia de nada. Quando desceu as escadas, os agentes dispararam imediatamente para o peito. Não houve qualquer aviso. Ao contrário do que foi dito, ninguém lhe disse para permanecer imóvel. Ele só soube que eram polícias depois de ter sido alvejado.”, afirmou a advogada. O jovem não corre perigo de vida e vai ser transferido na segunda-feira para a esquadra onde se encontra o irmão.A polícia tem mantido o silêncio sobre este caso. Sabe-se que andava há semanas a vigiar vários jovens. Os agentes foram informados de que existia na casa dos irmãos um composto químico passível de ser usado num ataque bombista. Não há informação de que tenham encontrado os referidos químicos. Os dois homens permanecem em prisão preventiva até quarta-feira.