Última hora

Última hora

Hamas quer continuar negociações para referendo

Em leitura:

Hamas quer continuar negociações para referendo

Tamanho do texto Aa Aa

Mesmo após o fim do prazo concedido ao Hamas para negociar um acordo que evite a guerra civil, os vários grupos palestinianos deverão prosseguir as conversações nos próximos dias.

O presidente da Autoridade Palestiniana anunciou que iria marcar na quinta-feira a data do referendo sobre o chamado “plano dos prisioneiros”. Este plano, elaborado por altos quadros de diferentes movimentos palestinianos actualmente detidos por Israel, prevê o fim dos atentados em território israelita e o reconhecimento do Estado de Israel. Ideias que o Hamas rejeita. Um porta-voz do presidente Mahmoud Abbas explicou que depois de marcado o escrutínio popular, segue-se um período de quarenta dias para a campanha política. No terreno, a violência entre as diferentes facções fez cinco mortos na faixa de Gaza. Entretanto, o chefe do governo do Hamas, Ismael Haniyeh, reagiu à notícia do referendo e pôs um pouco de água na fervura dizendo que era necessário continuar a dialogar. A realizar-se, este referendo coloca o governo numa posição delicada. Se a população votar a favor do plano, o Hamas vê a sua legitimidade posta em causa e o presidente Abbas poderá pedir a dissolução do parlamento e a criação de um governo de unidade nacional.