Última hora

Última hora

Islamização de Mogadíscio preocupa Bush

Em leitura:

Islamização de Mogadíscio preocupa Bush

Tamanho do texto Aa Aa

O risco da Somália se tornar um feudo islamita e um campo de treinos terrorista preocupa o Ocidente. A tomada da capital, Mogadíscio, por militantes defensores dos tribunais islâmicos obteve o apoio de grande parte da população, demonstrado, aliás, numa manifestação. Se os senhores da guerra não conseguirem ripostar militarmente, esta vitória pode significar o fim dos combates na capital, que nos últimos quatro meses fizeram 350 mortos na cidade, a grande maioria civis.

Instado a comentar a situação, o presidente norte-americano, George W. Bush, declarou-se preocupado com a possibilidade da Somália se tornar num refúgio da Al-Qaeda. O país vive uma guerra civil há 15 anos e suspeita-se que os Estados Unidos têm apoiado os senhores da guerra contra as milícias islâmicas, ao abrigo de uma alegada coligação anti-terrorista. Entretanto, em Nairobi, foi detido um dos senhores da guerra somali que procurava refúgio na capital do Quénia. Mas o executivo queniano proibiu, na terça-feira, a entrada dos senhores da guerra somalis no seu território. Acredita-se que muitos dos chefes guerreiros de Mogadíscio estejam em fuga.