Última hora

Última hora

Canárias quer ajuda para os clandestinos

Em leitura:

Canárias quer ajuda para os clandestinos

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades das Canárias pediram ajuda à União Europeia, para enfrentar o problema da imigração clandestina. O chefe do governo autonómico esteve em Bruxelas, esta quinta-feira. Depois de um encontro com o comissário Luis Michel, falou das crianças que chegam àquelas ilhas e que precisam de formação.

“Pedimos ajuda, para ver como podemos resolver o problema das crianças, porque chegam rapazes muito jovens, 10 ou 12 anos, que entram nas nossas fronteiras. e portanto, ficam dependentes do apoio do próprio Governo. E não temos maneira de encontrar uma forma de dar-lhes formação e poder ajudá-los, para que se desenvolvam e que tenham uma oportunidade nos seus países. Porque há gente com uma enorme capacidade, rapazes magníficos”

Adan Martin Menis recordou que, este ano, já chegaram às Canária 9500 imigrantes clandestinos. Apesar de ainda faltarem, mais de seis meses para o fim do ano, este número corresponde ao dobro dos clandestinos entrados no ano passado, naquele região autónoma de Espanha.

Entretanto, o comissário Louis Michel criticou alguns lideres europeus que, nas suas palavras, querem uma imigração “à la carte”, isto é, querem escolher os imigrantes. Mas omitiu os nomes dos países e dos lideres, alvos da denúncia.