Última hora

Última hora

Dois mil soldados comunitários no Congo

Em leitura:

Dois mil soldados comunitários no Congo

Tamanho do texto Aa Aa

São dois mil soldados da União Europeia que vão garantir a segurança nas eleições gerais na República Democrática do Congo,marcadas para 30 de Julho. A decisão já era esperada, mas só esta segunda-feira recebeu luz verde, do Conselho de Ministros dos Assuntos Gerais, reunido no Luxemburgo.

Isto, depois de um acordo com as Nações Unidas, que pediu colaboração para os capacetes azuis, estacionados naquele país. Apenas 450 efectivos da força da União se manterão em território congolês. Os restantes ficam estacionados nos países vizinhos e só interverão no terreno, por solicitação expressa da ONU

A força integra militares de 20 países da União, incluindo a Turquia. A Alemanha e a França são os países com maior número de efectivos, um assunto analisado no encontro da semana passada, entre Angela Markl e Jacques Chirac. Serão 800 soldados, de cada um destes estados

Os soldados alemães ficarão em território alemão, ou em navios, fundeados na região do Congo.