Última hora

Última hora

Adiado julgamento de pessoal médico acusado de inocular HIV em crianças

Em leitura:

Adiado julgamento de pessoal médico acusado de inocular HIV em crianças

Tamanho do texto Aa Aa

O julgamento das cinco enfermeiras búlgaras e de um médico palestiniano acusados de ter inoculado o vírus da SIDA em crianças na Líbia foi adiado para 20 de JUnho. Este caso arrasta-se há vários anos. Os acusados, que clamam inocência estão detidos desde 1999. Duas enfermeiras alegam terem sido torturadas durante os interrogatórios.

Mais de 400 crianças foram contaminadas pelo vírus da SIDA mas tudo indica que a infecção ocorreu antes da chegada dos estrangeiros acusados e que se deveu à falta de condições de higiene no hospital. Neste processo que está em recurso não se podem apresentar novas provas. Por isso a situação dos arguidos continua muito difícil.