Última hora

Última hora

Atrasos da Airbus penalizam EADS

Em leitura:

Atrasos da Airbus penalizam EADS

Tamanho do texto Aa Aa

Os problemas que fizeram com que uma parte das entregas do Airbus A380 previstas para o próximo ano tenha sido adiada vão fazer a EADS, casa-mãe da construtora, perder dois mil milhões de euros.
O atraso refere-se apenas aos aviões que vão ser entregues em 2007. A Airbus promete, como estava definido, entregar o primeiro A380 no próximo Outono à Singapore Airlines. A transportadora de Singapura e a Emirates, do Dubai, são as companhias aéreas afectadas com o problema.

A Airbus tem actualmente 159 encomendas do maior avião comercial do Mundo; cada um tem um preço de catálogo de 250 milhões de euros. Para recuperar o dinheiro que gastou no desenvolvimento e na construção destes aviões, a construtora precisa de vender 300 exemplares.

Tanto a Singapore Airlines como a Emirates pedem agora indemnizações à Airbus. A construtora justificou os atrasos com uma escassez de peças necessárias para os cabos eléctricos do interior do aparelho.

A notícia chega numa altura em que a EADS precisa des dinheiro para comprar à britânica BAE Systems a participação desta na Airbus e desenvolver o novo A350. A Airbus está agora em maus lençóis para competir com a arqui-rival norte-americana Boeing. Na bolsa de Paris, as acções da EADS foram fortemente castigadas. Durante a manhã, chegaram a perder mais de 30% e acabaram por fechar com uma descida de 26%.