Última hora

Última hora

EUA desconfiam da colaboração síria

Em leitura:

EUA desconfiam da colaboração síria

Tamanho do texto Aa Aa

O quarto relatório sobre o assassinato de Rafic Hariri foi finalmente apresentado ao Conselho de Segurança da ONU, apesar de ser conhecido desde sábado. O procurador belga Serge Brammertz chefia a actual comissão de inquérito, cujo mandato termina amanhã. Apesar de não citar nomes, Brammertz concluiu tratar-se de um homicídio premeditado.

O documento de 30 páginas foi considerado profissional e independente, tanto pela Síria como pelo Líbano. A cooperação de Damasco foi mesmo julgada “geralmente satisfatória” pelo procurador belga. Uma fórmula que não satisfaz os Estados Unidos. John Bolton, o representante de Washington em Nova Iorque, sublinha a diferença entre a expressão utilizada e a desejada colaboração total do regime sírio. O conselho de Segurança deverá votar amanhã o prolongamento da comissão de inquérito por mais um ano para tentar elucidar o crime que vitimou o antigo primeiro-ministro libanês.