Última hora

Última hora

Charles Taylor aguarda julgamento em Haia

Em leitura:

Charles Taylor aguarda julgamento em Haia

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça internacional quer fazer do julgamento de Charles Taylor um processo exemplar. O antigo presidente da Libéria, acusado de 11 crimes de guerra e contra a humanidade, foi ontem transferido da prisão onde se encontrava na Serra Leoa para as instalações do Tribunal Penal Internacinal, em Haia na Holanda. Uma deslocação justificada por questões de segurança.

A Holanda tinha aceite acolher o julgamento com a condição de que Taylor cumprisse pena num país terceiro, que será o Reino Unido. Os juízes que acompanhavam o processo no Tribunal especial da Serra Leoa deverão chegar nos próximos dias a Haia para prosseguir o processo que se encontra ainda na fase preliminar, mas que continuará a ser coordenado de Freetown. O julgamento deverá inciar-se assim que a defesa de Taylor consultar os dossiês com as provas incriminatórias. O procurador do Tribunal Penal Internacional para os crimes na Serra Leoa, Christopher Staker lembrou que, “tudo depende das partes envolvidas no processo, sendo difícil de prever quando é que este se irá iniciar e quanto tempo irá durar”. Taylor, que em Março tentara escapar à justiça internacional na Nigéria, encontra-se agora detido na prisão do Tribunal Penal Internacional em Scheveningen, nos arredores de Haia. Segundo alguns analistas, dada a idade do arguido com 58 anos, o julgamento poderá terminar com uma condenação à prisão perpétua.