Última hora

Última hora

Cimeira euro-americana: Bush quer cimentar laços transatlânticos

Em leitura:

Cimeira euro-americana: Bush quer cimentar laços transatlânticos

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente George W. Bush deve aproveitar a cimeira euro-americana, que se realiza em Viena, para tentar convencer os dirigentes europeus a juntarem-se a Washington numa frente unida sobre o programa nuclear iraniano.

Bush vai ainda procurar o apoio europeu para a reconstrução do Iraque e a democratização do Médio Oriente, mas, para cimentar as relações transatlânticas, terá de enfrentar as críticas dos responsáveis europeus sobre Guantánamo e os voos secretos da CIA para transporte de suspeitos de terrorismo para prisões secretas. Bush está acompanhado pela secretária de Estado, Condoleezza Rice, enquanto a UE é representada pela presidência austríaca, pelo presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, pelo alto representante para a política externa, Javier Solana, e pelo comissário europeu para o Comércio, Peter Mandelson. O dossier comercial deverá ser um dos pontos quentes da agenda, uma vez que Bush irá pressionar os parceiros europeus para reduzirem os subsídios aos agricultores, permitindo um acordo sobre a liberalização do comércio mundial