Última hora

Última hora

Guantánamo Irão e Comércio dominam cimeira UE-USA

Em leitura:

Guantánamo Irão e Comércio dominam cimeira UE-USA

Tamanho do texto Aa Aa

Pontos de vista diferentes sobre muitas questões, mas o compromisso de cooperação e de esforço conjunto para ultrapassar as divergências, foi o resultado de mais uma cimeira anual entre a União Europeia e os Estados Unidos, que decorreu esta manhã em Viena. Wolfgang Schussel e George W. Bush fizeram, perante os jornalistas, o balanço das reuniões.

Um dos temas quentes era o pedido europeu para encerramento da prisão de Guantánamo. Sobre o assunto Bush disse: “Obviamente que quero encerrar Guantánamo… Mas há alguns detidos que precisam de ser levados a julgamento, são assassinos a sangue frio e vão matar alguém nas ruas e penso que deverão comparecer perante a justiça. Estou à espera da decisão de Supremo Tribunal dos Estados Unidos sobre a instância em que deverão ser julgados”.

Os dois responsáveis falaram também da questão do nuclear iraniano. Bush mostrou-se disposto a participar em negociações, mas afirmou que 22 de Agosto, a data anunciada pelo Irão, é muito tarde. Wolfgang Schussel afirmou, por seu turno, que “este é um momento crucial na questão do nuclear iraniano. O Irão tem que escolher”. Duas mensagens claras para Teerão. O Ocidente quer resolver a questão pacificamente, mas o tempo está a esgotar-se.

Sobre a mesa das conversações em Viena estiveram outros assuntos internacionais como a situação do Médio Oriente, o Iraque e o Afeganistão, para além das negociações da Organização Mundial do Comércio sobre as livres trocas comerciais e as espinhosas subvenções ao sector agrícola, ou ainda o protocolo de Quioto que Washington teima em não subscrever.

Assunto sobre o qual não houve uma só palavra foi o embaraçoso dossier dos voos secretos da CIA.