Última hora

Última hora

Zapatero reage a comunicado da ETA

Em leitura:

Zapatero reage a comunicado da ETA

Tamanho do texto Aa Aa

Tranquilidade e sossego para levar a bom porto negociações com a ETA que se adivinham longas. O presidente do governo espanhol José Luís Zapatero aproveitou uma conferência imprensa conjunta com o Presidente argentino Néstor Kirchner para anunciar que até ao final do mês vai apresentar ao parlamento a sua intenção de iniciar negociações com a ETA.

“Temos que reunir o máximo de vontade política para a fase inicial do diálogo, que, repito, será um fase longa. Ao sabermos que vamos despender tempo, acho que o melhor conselho é o de manter a calma e a tranquilidade”, declarou. Foi a primeira vez que Zapatero reagiu ao comunicado da organização separatista basca que incitou o governo a passar das palavras ao actos e acabar com repressão policial. Apesar das boas intenções, o primeiro-ministro espanhol tem a resistência da associação das vítimas da ETA e do Partido Popular. “A ETA pediu ao governo que avance com os seus compromissos. Espero que o governo não tenha quaisquer compromissos com a organização terrorista ETA”, reafirmou o líder do PP, Mariano Rajoy. A ETA anunciou um cessar-fogo unilateral a 22 de Março mas foi obrigada a reagir esta quarta-feira depois da detenção de 12 alegados etarras no culminar de uma vasta operação policial francesa e espanhola.