Última hora

Última hora

Autópsias de Stacy e Nathalie confirmam piores receios dos belgas

Em leitura:

Autópsias de Stacy e Nathalie confirmam piores receios dos belgas

Tamanho do texto Aa Aa

Foram raptadas, mortas por estrangulamento e uma delas violada. É o resultado das autópsias aos corpos de Stacy e Nathalie, as duas meninas de Liège que estavam desaparecidas desde nove de Junho.
A data da morte remonta a “quinze ou dezanove dias”. O Ministério Público belga considera provável que as duas crianças tenham sido mortas no dia seguinte ao rapto.
Espera-se também nos próximos dias os resultados dos testes de ADN. Para já não se exclui a possibilidade de uma ou várias pessoas envolvidas neste caso. Mas na expectativa dos resultados, a justiça belga prolongou a detenção provisória do único suspeito. Adallah Ait Oud, 38 anos, é actualmente acusado de rapto e voltaria a ser interrogado ao longo do dia de hoje.
O parlamento belga respeitou hoje um minuto de silêncio. Um gesto em nome de um país em choque desde ontem quando, após 18 dias de buscas intensivas, foram descobertos os cadáveres de Stacy, de sete anos, e de Nathalie, de dez, numa conduta de água perto do local onde foram vistas pela última vez.
A Bélgica e, sobretudo, Liège são mais uma vez forçadas a enfrentar as más recordações deixadas pelo caso de pedofilia de Marc Dutroux.