Última hora

Última hora

Oito ministros palestinianos detidos por Israel em operação "anti-terrorista"

Em leitura:

Oito ministros palestinianos detidos por Israel em operação "anti-terrorista"

Tamanho do texto Aa Aa

Segundo a radio militar israelita, pelo menos 87 altas personalidades do Hamas, entre homens políticos e responsáveis militares da organização, foram detidos esta noite. Pelo menos oito ministros, entre os quais o responsável das Finanças e 20 deputados encontram-se entre os detidos em Ramallah, Qualqiilia, Hebron, Jenine e Jerusalém Leste.

Os militares encarregues desta operação apresentaram-se com mandados de captura assinados por juízes israelitas. Segundo a rádio do exército, os detidos poderão ser utilizados como moeda de troca na libertação de um soldado israelita que se mantém sequestrado por membros do Hamas e que motiva a operação de retaliação israelita. Oficialmente os militares consideram a operação como “anti-terrorista”.

Durante a noite, enquanto os caças israelitas bombardeavam zonas estratégicas de Gaza, dois aparelhos terão sobrevoado a casa do presidente sírio Bashar Al-Assad num sinal de aviso ao chefe de Estado apontado como um dos maiores financiadores do Hamas.

Na cidade de Gaza, já marcada pelo isolamento imposto por Israel, as bombas israelitas deixaram um milhão e trezentos mil habitantes sem electricidade e àgua potável, destruíndo as poucas infraestruturas funcionais da cidade.