Última hora

Última hora

UE ameaça suspender negociações de adesão da Turquia

Em leitura:

UE ameaça suspender negociações de adesão da Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia pode suspender as negociações de adesão da Turquia, se Ancara insistir na recusa de abrir os seus portos e aeroportos ao tráfego cipriota e não ratificar o protocolo que alarga aos novos membros da União, o acordo aduaneiro que tinha com os antigos Quinze.

Erkki Tuomioja, chefe da diplomacia da Finlândia, que assume em Julho a presidência da União, foi claro: “Nós esperamos – e toda a gente na União Europeia espera – que a Turquia ratifique o protocolo adicional, senão, terá de sofrer as consequências. E isto não é uma ameaça.”

A presidência finlandesa garante preferir continuar as negociações. Na véspera, Recep Tayyip Erdogan, primeiro-ministro turco, afirmava à EuroNews: “O que queremos, agora, é que o Chipre do Norte saia do isolamento em que está e depois logo faremos o que falta fazer. Porque nós já fizemos muito em relação ao protocolo adicional, já oferecemos muito, mas a outra parte não foi tão positiva. E não podemos continuar a ser positivos nestas circunstâncias.”

A Turquia, que é o único país a reconhecer a autoproclamada República Turca de Chipre do Norte, não aceita a República de Chipre. Além disso, culpa os cipriotas gregos do “não” no referendo da ONU sobre a unificação da ilha. E enquanto este diferendo se mantiver, está disposta a não abrir os seus portos e aeroportos ao tráfego cipriota.