Última hora

Última hora

Zapatero anuncia início de diálogo com a ETA

Em leitura:

Zapatero anuncia início de diálogo com a ETA

Tamanho do texto Aa Aa

A Espanha em vias de pôr fim a quatro décadas de violência separatista que provocaram mais de 800 mortos.Mesmo contra a vontade da oposição, que no princípio deste mês lhe retirou o apoio, o primeiro-ministro, José Luis Rodrigues Zapatero, anunciou ao país o início do processo negocial com a ETA ressalvando que “as questões políticas só podem ser resolvidas com os representantes legitimos do povo.” Deixando um recado ao Partido Popular: “A democracia não vai pagar um preço político por alcançar a paz”.

A resistência do Partido Popular de Mariano Rajoy, que receia que esta operação acarrete um elevado preço político, poderá dificultar as negociações. O PP considera que o governo passou dos limites ao comprometer-se a dialogar com o Batasuna, formação proibida pela Justiça devido aos seus laços com a ETA. Rajoy diz que Zapatero “não consegue dar a garantia de que não irá negociar politicamente com o Batasuna, porque reunir-se com o Batasuna é reunir-se com a ETA”, declarou.

O chefe do governo conta com o apoio de 60% dos espanhóis, cada vez mais intolerantes com o terrorismo, sobretudo após os atentados islamistas de 11 de Março. Na mesma linha de posição que o PP estão algumas associações das vítimas do terrorismo. No passado dia 10 de Junho, em Madrid, pelo menos 200 mil pessoas manifestaram-se contra este diálogo.