Última hora

Última hora

"Todos diferentes, todos iguais" volta às ruas da Europa

Em leitura:

"Todos diferentes, todos iguais" volta às ruas da Europa

Tamanho do texto Aa Aa

O Conselho da Europa quer chamar a atenção para a discriminação do dia-a-dia. Em Estrasburgo, esta quinta-feira, foi lançada uma nova campanha “Todos diferentes, todos iguais” (a primeira data de 1995). A campanha visa sensibilizar, sobretudo os jovens, contra o racismo e a xenofobia.

“Esta não é uma campanha ‘contra’ mas uma campanha ‘por’,”, afirma Terry Davis, secretário-geral do Conselho da Europa. “É uma campanha para aproximar os nossos valores essenciais – diversidade, direitos humanos e participação – da população da Europa. A democracia não sobreviverá se as gerações mais novas se afastarem da vida pública”.

A campanha deste ano visa combater, sobretudo, a islamofobia e promover a integração dos imigrantes. Tuncay Çakmak, activista do COJEP, uma ONG presente em 14 países europeus, alerta para a escalada da islamofobia: “Desde há alguns anos, desde os atentados do 11 de Setembro e de outros, como os de Londres ou de Madrid, há uma certa discriminação dos jovens de confissão muçulmana. Todos os muçulmanos são vistos como potenciais terroristas. Sente-se um verdadeiro mal-estar.”

Seminários e debates serão organizados nos 46 países do Conselho da Europa – Portugal incluído.