Última hora

Última hora

China inaugura comboio até ao Tibete

Em leitura:

China inaugura comboio até ao Tibete

Tamanho do texto Aa Aa

A China inaugurou a linha de caminhos de ferro mais elevada do mundo, que permite ligar o Tibete ao resto da China. O presidente chinês, Hu Juntao presidiu à cerimónia de inauguração na cidade de Golmud, no nordeste da China, frente a centenas de operários e engenheiros que realizaram o projecto.

Devido à elevada altitude a que o comboio tem que passar, até aos 5,072 metros de altitude, os vagões tiveram que ser pressurizados, para permitir um fornecimento normal de oxigénio. Os vidros estão também equipados com filtros de protecção contra raios ultra-violetas. Centenas de tibetanos no exílio, em Dharamsala, no norte da Índia, já se manifestaram contra esta nova linha de caminho de ferro, de 4.2 biliões de dólares norte-americanos. A viagem de Beijin ao Tibete leva 48 horas. Dharamsala, é a sede do governo tibetano no exílo, instalada pelo Dalai Lama, após a sublevação tibetana de 1959 contra a invasão chinesa. Dizem os tibetanos que, mesmo que se diga que se abriu esta linha para a prosperidade económica do Tibete, a verdade é que se trata de um projecto político, segundo B.Tsering Yeshy, presidente da Associaçao dos Tibetanos, e que vai permitir o aumento da imigração chinesa para o Tibete. Os ambientalistas também acusam Pequim de desrrespeitar aspectos ambientas valiosos na construção desta linha.