Última hora

Última hora

Luto nacional em Espanha pelas vítimas de Valência

Em leitura:

Luto nacional em Espanha pelas vítimas de Valência

Tamanho do texto Aa Aa

Em Valência, as famílias prosseguem a dolorosa identificação dos corpos das vítimas do acidente ocorrido numa das linhas de metro da cidade. Segundo os últimos números divulgados, pelo menos 41 pessoas perderam a vida e 47 ficaram feridas, duas das quais em estado muito grave. O balanço das vítimas tem-se revelado difícil devido ao estado em que se encontram alguns dos cadáveres.

O governo de Madrid decretou luto nacional até à próxima quarta-feira. O primeiro-ministro, José Luis Rodrigues Zapatero, que se encontra em visita oficial à India, prometeu regressar ao país mais cedo do que o previsto, mas já ontem, a partir de Nova Deli, enviou as condolências às famílias das vítimas em nome do governo e do povo espanhol.

As autoridades espanholas não conseguiram ainda determinar as causas do acidente, ocorrido antes da composição chegar à estação de Jesús. Uma unidade do corpo nacional da polícia espanhola, especializada em catástrofes, está em Valência para proceder à investigação sobre as origens da tragédia.

Algumas testemunhas falam da ocorrência de uma explosão seguida de fumo negro e de pânico entre os passageiros.

O acidente ocorreu cinco dias antes da visita do Papa Bento XVI à cidade, para o encerramento do Encontro Mundial das Famílias.

Esta terça-feira, os reis de Espanha participam nas ceriomónias fúnebres que terão lugar na catedral de Valência a partir das 19 horas.